Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bibliotecas em Ação

A Biblioteca Escolar continua contigo! Com todos! Navega, descobre-a e rentabiliza os recursos que te oferece. Nós estamos aqui. E vocês?

A biblioteca escolar partilha… Afetos

15.02.23

O Dia de S. Valentim foi escolhido para dar início a algumas iniciativas relacionadas com o Mês dos Afetos, permitindo que o AMOR e a AMIZADE andem no ar. Os corações, com mensagens em francês e inglês, elaboradas pelas turmas F e G do 7º ano, contribuíram para a decoração do espaço.  Os alunos foram ainda convidados a construir marcadores em origami (sob a forma de um coração), no espaço da biblioteca, deixando neles a sua mensagem e participaram na construção de uma nuvem de palavras.

Em sala de aula foi proposta a leitura da obra “O que é o amor” de Davide Cali e, a partir dela, vão ser deixadas mensagens na árvore dos afetos.  Em diferentes espaços da escola (sala de professores, bar e biblioteca) foram também deixadas mensagens que partilham reflexões sobre o amor e a amizade.

A biblioteca escolar partilha Afetos de Bibliotecas Agrupamento Artur Gonçalves

Ler para a Harmonia

Articulação com o DAC do 5º ano Poderia Viver sem Ti?

29.10.22

Para assinalar o dia 4 de outubro, Dia Mundial do Animal, as turmas de 5º ano (E, F e G), da Escola Básica Dr. António Chora Barroso, construíram um Domínio de Autonomia Curricular (DAC) – “Poderia viver sem ti?” em parceria com a Biblioteca Escolar, integrado nas atividades do MIBE (Mês Internacional das Bibliotecas Escolares. Contou-se, ainda, com a participação do Canil e Gatil Intermunicipal. Este DAC envolveu a generalidade das disciplinas.

À volta deste tema, foram desenvolvidas diferentes atividades, entre as quais, origamis com animais.  A leitura da obra “O morcego Bibliotecário”, de Carmen Zita Ferreira,  sublinhando o amor aos livros e à leitura foi a leitura proposta aos professores de Português do 5º ano de escolaridade. A obra serviu ainda de mote para os alunos partirem à descoberta da biblioteca escolar (formação de utilizadores), Alguns morcegos em origami e frases sobre o livro e a leitura foram colocados nos painéis das salas de  aula das turmas.

Ler para a harmonia de Bibliotecas Agrupamento Artur Gonçalves

"Doadores de Livros"

Projeto da turma do 5º G

21.02.22

274320376_3263635460581857_1948353462329539708_n.j

Inês Valente, aluna do 5º G teve a iniciativa de propor à turma a realização do projeto “Doadores de livros”, que consiste em doar, à Biblioteca Escolar, livros que já não sejam necessários ou que já tenham sido lidos. O lema do projeto é o seguinte: “Os livros também merecem uma segunda oportunidade”. Todos podem participar: professores, alunos e até doadores fora da escola.

Podem ser doados livros infantis, juvenis ou livros mais adequados aos alunos mais velhos (da escola Artur Gonçalves). Podem também ser doados manuais escolares, basta os livros que estejam em bom estado. 

A turma já preparou, entre outros um cartaz e um marcador de livros, com a colaboração da artista residente Diana Gameiro. Estão a ser personalizados alguns caixotes para recolha dos livros, que será feita na Biblioteca Escolar. Ainda no mês de fevereiro começará a divulgação do projeto junto das turmas, dos professores e dos funcionários.
Esta iniciativa faz parte de um grande projeto solidário que a turma pretende desenvolver ao longo do 2º Ciclo.

Make a wish

08.12.21

A Biblioteca foi o local escolhido para se viver com os alunos das várias turmas um momento emotivo, em sintonia com a iniciativa Make a wish.

Iluminaram-se desejos e partilharam-se estrelas carregadas de esperança num mundo melhor.

BeFunky-collage.jpg

 

Dia da diversidade cultural para o diálogo e desenvolvimento

Plano Nacional das Artes

23.05.21

Com o objetivo de afirmar valores como o respeito pela diferença entre culturas, a tolerância, a solidariedade, a coesão social, o diálogo e a cooperação no sentido da paz e de uma existência mais plena e harmoniosa, os alunos do 8ºD, no âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, realizaram uma pequena performence no sentido  de transmitir uma mensagem de união entre os povos. 

Colagem de fotos de novidades de café a escuro e

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Atividade de articulação com a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento e Cidadania Digital

11.12.20

A Declaração Universal dos Direitos Humanos, um marco da nossa História, foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, a 10 de dezembro de 1948, em Paris. Esse documento foi traduzido em mais de 500 idiomas. Apesar desta declaração estar instituída há mais de 70 anos, a Humanidade continua a viver episódios reais de violação dos Direitos Humanos.

Leitura da História pelos alunos Voluntários da Leitura (Ouvir aqui)